Fontanini


 Em 1908 Emanuele Fontanini começou a comercializar suas primeiras figuras em Bagni di Lucca, Itália. Naquela época Emanuele abriu sua própria fábrica conhecida hoje como "Casa di Fontanini". A princípio suas peças eram produzidas em plástico, entretanto, tentando diferênciar seu trabalho no mercado ele começou a produzir-las em papier-mâché.

Um dos seus primeiros sucessos foi um brinquedo, também em papier-mâché, no formato de uma aranha. O sucesso desse brinquedo foi tanto que permitiu Emanuele a expandir seus negócios incluindo na produção ornamentos, figuras religiosas e ampliar a produção de figuras para presépios. Em homenagem ao brinquedo que lhe projetou profissionalmente, todas as figuras começaram a receber um logotipo com uma pequena aranha estilizada, isso tornou-se sua assinatura oficial. Hoje essa marca foi transformada em uma pequena fonte (Fontanini em Italiano). Podemos encontrar portanto, figuras com o logotipo da aranha ou da fonte em sua base designando sua autenticidade.

A segunda geração da família veio após o casamento de Emanuele com Isola. nasceram Ugo, Mario e Aldo. 

Mario se destacou entre os irmãos e expandiu os negócios internacionalmente. Mario também seguiu os passos do pai na tentativa de diferênciar o produto no mercado. Ele trabalhou no desenvolvimento do material especial conhecido como Polímero. Trabalhou muito no aperfeiçoamento do polímero permitindo a procução de peças praticamente inquebraveis e com possibilidade de detalhes nunca imaginados anteriormente. Esse material é utilizado até hoje pela fábrica em Bagni di Lucca.

A terceira geração a conduzir os negócios foram os filhos de Mario, Ugo, Mariano e Piero. Essa geração começou também um especial relacionamento com o mestre escultor Elio Simonetti. A arte de Simonetti juntamente com a técnica de procução da família Fontanini propagaram a coleção de figuras para presépios na magnitude que se encontra hoje.

Hoje já na quarta geração, Emanuele, Stefano, Alessandro, Marco e Luca conduzem a Casa di Fontanini na pequena cidade de Bagni de Lucca.

© Celso Rosa 2016         amigosdopresepio@yahoo.com.br